O quanto você realmente escuta o outro?

7 Dicas para escutar com mais atenção e melhorar sua empatia


Depositphotos_11107772_m-2015.jpg

Fazemos um grande esforço para ouvir o outro, mas estamos realmente escutando alguma coisa do que ele/ela tem para nos dizer?

 

Com tanta informação, enxurradas de notícias e novos conhecimentos chegando para nós o tempo todo, das mais diferentes fontes, a sensação que temos é de que estamos sempre deixando algo importante passar. Impossível dar conta de tudo! E ainda tem o outro ao nosso lado para darmos atenção. E como ele ou ela ficam?  Sem querer usar esse fato como desculpa, mas também por conta dessa e de tantas outras distrações, nossa capacidade de escutar o outro acaba sendo invariavelmente afetada. Parar para se concentrar no que a pessoa a nossa frente está nos dizendo, e verdadeiramente se conectar com o outro, parece uma tarefa cada dia mais difícil, não acham?

 

Como profissionais, amigos e familiares tentamos compreender plenamente o que nossos clientes, funcionários, chefes, colegas de trabalho, amigos e parentes estão nos dizendo. Tentamos ouvir algo que nos ajudará entender melhor o outro, construir compaixão e criar empatia.

 

Entretanto, por mais que nos esforcemos, inúmeras vezes o ato de ouvir acaba se concentrando muito mais naquilo que acreditamos e pensamos, do que realmente em entender a mensagem que nossos clientes, familiares e amigos estão tentando transmitir.

 

O quanto do que ouvimos fica retido em nossos filtros, resultando em uma confusão de mal-entendidos ou interpretações equivocadas, e o quanto nós absorvemos corretamente qual era a real intenção do outro?


Como podemos desenvolver nossa capacidade de escuta genuína, e como podemos melhorar ainda mais a habilidade que já temos?


Aqui estão algumas dicas valiosas para ficar bem atento e não correr o risco de cair nessa armadilha:

1. EU TENHO A SOLUÇÃO PARA SEU PROBLEMA. Note se você está escutando, somente preocupado em dar uma resposta para a situação sendo narrada pela pessoa.

2. JÁ SEI ONDE ESSA HISTÓRIA VAI DAR. Fique atento à sua própria fala quando estiver ouvindo alguém. Alguma vez você já se pegou pensando assim? "já sei bem onde ele quer chegar com isso que ele está dizendo..."

3. ESSA PESSOA TEM UMA REALIDADE TÃO DIFERENTE DA MINHA OU É TÃO DIFERENTE DE MIM QUE NEM ADIANTA PRESTAR MUITA ATENÇÃO. Às vezes são justamente com essas pessoas tão diferentes que mais aprendemos. Já pensou nisso?

4. VOCÊ DEVERIA ESTAR FAZENDO DA FORMA QUE EU ACREDITO SER A MAIS CORRETA. Perceba se ao escutá-la, você não está pensando no que você acha que ela deveria fazer, ao invés de tentar entender o que ela está lhe narrando ou descrevendo.

5. NEM ADIANTA OUVI-LA, ELA SEMPRE AGE DESSA FORMA OU PENSA DESSA MANEIRA, NÃO IMPORTA O QUE EU DIGA. Observe seus julgamentos relacionados à pessoa com quem está falando. Nossas crenças a respeito dos outros atrapalham demasiadamente nossa escuta. Por exemplo, se você vai conversar com seu funcionário que tem chegado com frequência ao trabalho atrasado, e estiver pensando em sua mente: “ele chega sempre atrasado, é um descompromissado”. Certamente esse pré-julgamento irá atrapalhar o diálogo entre vocês, e qualquer argumento que a pessoa lhe trouxer, não lhe importará.

6. O QUE EU GOSTARIA DE OUVIR. Perceba se você está ouvindo o que deseja ouvir, e por consequência descartando qualquer outra informação que não lhe interessa, ou que não corresponda ao seu desejo interno.

7. MEU CELULAR PRÓXIMO DE MIM. Nos dias de hoje, nada mais cordial e respeitoso do que deixar o celular dentro da bolsa ou pasta de trabalho ao sentar para tomar o café com um amigo, almoçar com a mãe ou fazer uma reunião na empresa. Esse é certamente um dos maiores motivos de desviarmos a nossa atenção e não prestarmos real atenção ao que o outro nos diz.


Todos nós temos inúmeras oportunidades diariamente de escutar os outros e certamente podemos nos tornar experts neste assunto. Está pronto para dar um passo maior no desenvolvimento da sua escuta genuína? Tenho certeza de que impactará diretamente na qualidade dos seus relacionamentos!

 


Pense no que você pode começar a fazer hoje mesmo para melhorar essa habilidade e não perca tempo. Sucesso!


Gostou? Indique a um amigo!