IKIGAI - Quando PAIXÃO, MISSÃO, TRABALHO e VOCAÇÃO se encontram.

IKIGAI.jpg

Semana passada estive em um evento do TEDx São Paulo que abordou o futuro do trabalho. Dentre tantos conteúdos interessantes, um me emocionou: o palestrante iniciou sua apresentação projetando a imagem acima, que resume perfeitamente este conceito que venho, há semanas, estudando para dividir com vocês.


A palavra IKIGAI é antiga, mas seu significado nunca foi tão atual. Apesar de não haver uma tradução direta, seu conceito traz a ideia de “uma razão para viver mais e melhor”.

Todos nós estamos em busca do nosso IKIGAI único, mas só o encontramos quando conseguimos alinhar e equilibrar:

O que eu AMO fazer;

O que o mundo, uma comunidade ou as pessoas PRECISAM;

Como eu consigo exercer minhas HABILIDADES e TALENTOS naturais;

O que eu posso RECEBER por isso.


Mas afinal, o que a palavra IKIGAI tem de tão especial e relevante?


Para entendermos sua importância, precisamos conhecer sua origem. A palavra surgiu na ilha japonesa de Okinawa, onde existem mais pessoas centenárias do que em qualquer outro lugar do mundo.


Qual o segredo dessa longevidade ímpar e de que maneira eles são inspirados a permanecerem ativos até o fim da vida?


É simples: essas pessoas possuem uma ALEGRIA de viver fora do comum, que brota dos nativos e guia suas vidas por um caminho longo e feliz.

Além dos aspectos da imagem acima, há alguns outros pilares que também fazem parte dessa equação e são muito presentes na vida dos centenários:

O sentido de PERTENCER à uma comunidade;

Eles praticam desde pequenos o TRABALHO EM EQUIPE, que os incentiva a ajudarem-se mutuamente;

Cultivam as AMIZADES;

Fazem uma DIETA LEVE e se alimentam de produtos naturais cultivados por eles;

DESCANSAM adequadamente;

EXERCITAM-SE de forma equilibrada;

CELEBRAM cada amanhecer.


De acordo com os japoneses, IKIGAI é isso: um conceito que motiva e dá sentido à vida de cada um. E por ser diferente de pessoa para pessoa, requer autoconhecimento:

O que lhe faz levantar todos os dias?


Que tal transpor estes ensinamentos para descobrir seu próprio IKIGAI? Sugiro começar elegendo alguns dos componentes acima mencionados e implementar pequenas ações diariamente.

Caso tenha curiosidade de saber mais a respeito do tema, recomendo o livro “IKIGAI – Viva Bem até os Cem”, dos autores Hector García e Francesc Miralles.


Quem encontra seu IKIGAI leva consigo tudo o que precisa para uma jornada longa e feliz!