Histórias inspiradoras: mudança de carreira – Parte 3

Encontrar uma carreira que traga satisfação e realização é possível em qualquer fase da vida. E para inspirar quem está pensando em alguma transição, apresento a vocês a terceira entrevista de uma série, com profissionais que realizaram o processo de Coaching de Carreira comigo e que, por diferentes circunstâncias, saíram de sua zona de conforto e fizeram mudanças significativas em suas trajetórias profissionais!


Foto Vitor.jpg

Terceiro relato | Vitor Macedo 

O terceiro relato é o do Vitor Macedo, profissional que, após atuar por anos em Trade Marketing e passar por diversos questionamentos profissionais, conseguiu reencontrar um caminho dentro da área de Marketing. Agora, com mais leveza, ele continua sua jornada em busca da realização.

Poderia nos contar brevemente sobre sua trajetória profissional?

Sou formado em Comunicação Social com ênfase em Propaganda e Marketing, e acabei optando por seguir pelo caminho de Marketing voltado para marcas e branding, onde comecei estagiando na Pernod Ricard. Após 2 anos, optei por ter um período de experiência em Trade Marketing para ter mais contato com a área de Vendas, onde fiquei por mais 3 anos. Quando fui para Trade conheci uma realidade bem diferente das minhas expectativas: muita atividade operacional, pouco tempo para "pensar", muita pressão e ambientes corporativos que não estavam alinhados com minha maneira de encarar a vida. Mas tinha dificuldade de sair da área, pois todas vagas de emprego que apareciam eram em Trade.


Em que momento/como surgiu sua motivação para fazer uma mudança?

Eu já vinha apresentando insatisfações ao longo da minha carreira. Durante 5 anos de atividade, não fiquei mais de 2 anos em uma empresa. Trabalhei por 1 ano e meio na Colgate-Palmolive como Trade Marketing – mesmo insatisfeito, permaneci ali pois tinha qualidade de vida. Porém, já não tinha mais ânimo e motivação para desempenhar um trabalho de qualidade e, em um período de crise, fui desligado. Passei cerca de 6 meses tentando "colocar a cabeça no lugar", mas sem vontade de me recolocar em uma vaga para Trade Marketing. Isso me acendeu uma luz vermelha de que algo precisava mudar, pois eu não estava disposto a carregar aquele fardo para o resto da minha vida.


De que forma o Coaching de Carreira lhe ajudou nessa transição? E qual foi o maior ganho do processo para você?

A maior contribuição do coaching foi sem dúvida me conhecer melhor e dedicar um tempo para pensar em mim. As atividades te forçam a parar e pensar em si, no seu passado, nas suas paixões e também naquilo que você não gosta e rejeita. Muitas vezes na inércia do dia a dia não paramos para fazer isso. Uma coisa é clara para mim: o coaching é o direcional, é o início de um processo que só você mesmo vai conseguir resolver. Ele te dá opções e caminhos possíveis, mas não a solução. Hoje eu voltei a trabalhar com Marketing, que não é o meu sonho de carreira, mas é uma etapa provisória que encaro com muito mais leveza e coragem do que antes. Estou dando um passo de cada vez, para no futuro fazer realmente as mudanças que almejo.


Qual dica você daria a alguém que esteja lendo seu depoimento e em busca de um trabalho com mais significado e propósito?

Se eu pudesse voltar no passado, talvez eu tivesse trilhado um caminho diferente para a minha carreira. Porém, nunca é tarde para mudar. O mais importante é que você consiga acordar todos os dias e sentir que está fazendo algo que te engrandece, que faz parte da sua vida. Hoje ainda não tenho esse sentimento por completo, mas tenho plena consciência que um dia vou chegar lá. Se você tem, como eu, essa pulga atrás da orelha te dizendo que tem algo errado e que você não nasceu para trabalhar e viver sua vida profissional da maneira atual, não deixe essa ideia ir para debaixo do tapete. No futuro isso pode se tornar um peso muito maior. Investigue, reflita, procure ajudas externas para ter suas respostas. Muitas vezes quando estamos perdidos nossa cabeça não funciona sozinha, e é muito bom quando alguém te ajuda a desembaralhar seus pensamentos.


Compartilhe os três depoimentos da série com aqueles que possam estar nesse momento de vida!